Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 21, 2008

Sentimentos...

Porque não merecia o que lograva,
Deixei como ignorante o bem que tinha,
Vim sem considerar aonde vinha,
Deixei sem entender o que deixava:

Suspiro agora em vão o que gozava,
Quando não me aproveita a pena minha,
Que quem errou sem ver o que convinha,
Ou entendia pouco, ou pouco amava.

Padeça agora, e morra suspirando
O mal, que passo, o bem que possuía;
Pague no mal presente o bem passado.

Que quem podia, e não quis viver gozando
Confesse, que esta pena merecia,
E morra, quando mesnos confessado.


Gregório de Matos


Bom... gostei desse soneto também. Ultimamente e por mexer todos os dias com livros, encontro alguns livros de poesia. Não lia poesias a muito tempo, mas nunca é tarde né.
Hoje separo aqueles que mais me chamam a atenção, aqueles que falam fundo ao coração.
Nossa!! Esta até rimando!! rsrs



Mas é isso... estou aprendendo que decepção não mata mas ensina a viver, e só me fortalece.
A Palavra de Deus diz que maldito o homem que confia no honem.
Não posso depositar em uma pessoa, ou esperar dela al…